Sábado, 2 de Novembro de 2013

Mãe, quando é que eu posso ter facebook??

Esta foi das primeiras perguntas k fizeram soar o alarme.

Mais recentemente foi a história do Skype, que, achei eu (burra) que era uma boa ideia para usarmos naquela semana que estamos longe uma da outra e até durante a quinzena interminável das férias.

De repente, e como demorou um pouco a instalar p skype ela voltou a falar do assunto. Estranho?! Para que queres o skype??

Para falar com as minhas amigas!

TRAVÕES A FUNDO (o de mão incluido)!

Falar com amigas no Skype?!?!? NA-NA-NA-NÃO!

E assim, lá decidi que ligar para o pai continua a ser a melhor opção e que, pelo menos, durante o resto deste ano letivo, as únicas formas de comunicação pessoais serão os tlms dos pais, o telefone fixo e, em casos MUITO especificos, o e-mail e o chat do mail.

No entanto, isto deixou-me a pensar.

A minha geração não está muito preparada p esta coisa de controlar o quando e como se introduz um filho ao Mundo Virtual, às redes sociais, aos chats, aos fóruns, dos youtubes e afins....

Sim, 'tá bem, programas de parental control e computador no quarto proibido e essas tretas todas. Helloooooo!!! Magalhães = Computadores PORTÁTEIS já p n falar dos tablets.

O Youtube, por exemplo, é lá que ela vê os episódios das séries e os vídeoclips das músicas k gosta. Certo é que, tanto pode ver o beijo do "Cajó" e da " Carla Vanessa" dos "Morangos com Açucar" como pode ver as imagens explicitas da perna meia comida por um tubarão ou a cena da violação do filme XPTO mas... como controlo eu uma coisa sem proibir a outra? Ela é criança. 

Eu tb sabia k n devia brincar com fósforos e uma vez acendi uma caixa nteira deles, escondida atrás do sofá, k n se incendiou por milagre.

Só k a história dos fósforos eu vivi, eu passei por ela. A cena do "keres dar uma passa" eu passei por ela, e burra até dei a passa e fiquei presa a um vício por mais de 20 anos. Passei, vivi, sei como foi, sei o quanto custa, sei como fizeram os meus amigos.

Esta coisa da net...n faço puto de ideia!

Com que idade se começa? Quando é que ela pode ter facebook? Antes dos 13 é proibido mas conheço catrefas de putos k n têem 13 anos e têem lá conta. E quando todos os amigos dela tiverem e ela n tiver?? Eu n keria ser a única k n tinha kk coisa. Ninguém ker ser diferente dos outros.

Uma coisa é certa: a condição é ter sempre as passwords das tretas dela. Enquanto menor, essa será a condição. Oh sim e ela nem vai criar outra conta secreta que poderei ou não descobrir e sabe Deus o tempo que isso poderá levar. Eu sou mãe mas não fiquei burra de repente nem me esqueci que não era santa nenhuma.

E mais, tenho plena consciência que, num ápice, eu serei ultrapassada pela tecnologia e ela vai dominar o mundo virtual com muito mais destreza que eu própria. 

Preocupa-me, a sério que sim. Ok, está bem, o melhor a fazer é explicar tudo bem explicadinho, ensinar os prós e os contras e rezar k corra bem e que, em caso de dúvida ela me pergunte seja lá o k for.

Epahh eu, só manda-la de transportes para a escola já está a ser dramático na minha cabeça.

Depois uma gaja, olha à volta p ver o k fazem os outros pais e, lá está: há putos de 9 anos com facebook e há adultos de 38 que não têem.

Where is the fucking line?? 

Onde pára o manual nestas coisas que os pais nunca passaram e têm que gerir no que toca aos filhos.

Depois há aquela parte em que eu sou professora e oiço as histórias de bullying, de violação de contas, de utilização indevida de fotos, blablablablabla... às vezes n sei se n preferia não saber.

Quero acreditar que, no meu tempo de criança, existiam (proporcionalmente) tantos pedófilos como agora. Existiam raptos, abusos, violência, como agora.

Há tempos tentava lembrar-me da idade com que comecei a fazer o percurso Casa - Portas de Benfica para apanhar o autocarro sozinha. Foi antes do 5º ano, disso tenho a certeza.  A minha mãe, costureira, fazia calças para um alfaiate ali perto da igreja de Benfica. Lembro-me dela me colocar as calças penduradas no braço e de eu ter de levantar o braço p elas não arrastarem no chão. Teria 6, 7 anos??

A única vez que a mha filha fez o percurso Casa - Portas de Benfica sózinha, eu seguia em modo ninja camuflado atrás dela and that was it!!

Parece-me uma miuda atinada e responsável mas...(ah!!! cab*** do MAS...)

 

Um dia, quando leres estas cangalhadas todas é bom que saibas e ganhes a noção do quão difícil é esta coisa de ser mãe. o quanto isto me revira os miolos. Mas, atenção, depois dos 30 começas a estar atrasada no que toca a arranjares-me um neto, hei.


AMEI ESTE VÍDEO 

Estrunfina às 10:09
Link | Comentar AKI

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1