Quinta-feira, 23 de Agosto de 2012

O habitual balanço de férias

... mesmo que elas n tenham terminado oficialmente.

 

Póvoa Dão estava linda e maravilhosa como sempre mas devido a uns erros de cálculo os planos saíram-me furados e, em vez de lá estar esta semana na paz dos anjos, acabei por ir logo no dia 28 de Julho e passar lá essa semana. Never Again!

1º Por esta altura já parece que essa semana teve lugar no ano passado; 2º As festinhas e romarias são kuase todas em Agosto e n apanhámos nada de jeito.

Foi uma semana marcante na relação mãe-filha (ver post seguinte) e, ao contrário dos outros anos, desta vez ficámo-nos mais por ali, numa onda de vegetar e aproveitar mesmo para descansar e aproveitar a piscina ao máximo.

 

                 

 

Por um lado já conhecemos grande parte dos pontos de atração ali à volta por outro o cansaço era gigantesco e só de pensar em conduzir sentia-me mais cansada. Por último, a crise tb impôs algumas restrições embora ainda tenhamos cometido algumas pequenas extravangâncias.

 


Arrozinho de Pato no restaurante "O Cortiço" - Viseu *****

 

Descobri que gosto de Gin Tónico e k o dito é uma companhia fabulosa quer enkto se contempla um dakeles Sunsets fantásticos, quer à beira da piscina enkto lá estávamos sózinhas.

 

Estas férias marcam tb a primeira paixão da mha filha. 

Ainda antes de irmos, participou numa semana de férias no Skate e Ski Parque da Amadora e conheceu o António.

2 vdias depois era namorados e 3 dias forma tragicamente separados pelo final do programa. Certeza porém que ela ficou mesmo apanhadinha, suspirando com saudades e perguntando-me coisas como: Há pessoas de quem gostamos muito que nunca mais voltamos a ver, n há??


Agora a coisa é mais fácil. Endereços de email trocados (sim, a professora de informática fê-la criar uma conta de email) e vá de juras de amor p lá e juras de amor p cá. Eu n me lembro de usar a palavra "Amo-te" antes da maioridade, no meu tempo era uma bimbalhice dizer aquilo. Ela tem 8 e já a usa e a lê nos emails do António... Tá certo!

 

O regresso a casa fez-se com muita tristeza pós Viseu e foi em choke que vi o estado em que o Cajó e o Fanã tinham posto a minha varanda durante a semana. N sei se já tinham voado antes mas, após uns entusiasmados incentivos meus, zarparam da varanda k nem Spider Men. O problema é k estão sempre a regressar a a luta tem sido acesa por estas bandas comigo a n kerer recorrer à derradeira solução que envolve um elástico e uns clips.

 

 

Depois de 1 semana por casa com umas idas à praia e à piscina,  com um espetáculo de dança contemporânea do qual gostei tanto que fui ver 2 noites seguidas voltámos a montar acampamento base for de casa. Desta vez pertinho. Caparica foi o destino pelo 2º ano. Descobrimos uma praia nova da qual gostámos muito pk era perto de casa,  conseguíamos smp estacionar e havia espaço suficiente p estar deitada na areia sem ouvir as conversas das pessoas à volta.

 

A piolha ficou lá apenas 2 dias pk depois foi altura de ir para o pai. No entanto, isso acabou por permitir que passasse uns valentes dias inteiros na praia e adquirisse uma corzinha digna desse nome.

 

O regresso fez-se com direito a Concerto de Rui Veloso nas Festas do Mar que este ano estão com o triplo das pessoas que em tempos tiveram. A calzone ficou-me atravessada pk o restaurante fechava ao domingo e eu bati com o nariz na porta. Mas já está agendada uma visita p sábado, depois de uma piscina (muahahahahahahahaah).

 

Devido aos erros de cálculo tb já n foi possível ir ao Algarve mas, tendo em conta que as 2 incursões noturnas deste ano resultaram no pensamento: "Eu já n tenho vida p isto!" o Algarve não me ficou a pesar muito na consciência (nem no bolso).

 

Esta semana estou a sentir-me uma Forever Alone mas estou a aproveitar p matar saudades dos amigos k estão por cá - praia e piscina com fartura.

 

 

: Rui Veloso - O prometido é devido
Estrunfina às 10:38
Link | Comentar AKI

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1