Sábado, 17 de Dezembro de 2011

Errrr... Sou eu, fazer o quê??

Ponderei bastante antes de escrever este post.

Não é propriamente um episódio do kual me orgulhe mas, enfim, sou eu e é a minha vida que parece estar repleta de "acontecimentos" destes.

Bom... a minha filha quiz ir este ano para a Catequese. Grande parte por influência da madrasta e da respetiva família e devido ao apoio e incentivo do pai. Não vejo isso como algo de muito positivo pk a mha relação com a igreja católica n é a melhor mas, depois de lhe ter apresentado os meus argumentos ela contrapôs-me um "Sabes, é k eu tenho curiosidades sobre esses assuntos" e eu fikei desarmada e ela, lá foi.

No entanto, confesso k tudo akilo me provoca uma certa reação alérgica. A Catequista é o estereótipo da catequista. Uma gaja com idade p ir beber uns canecos ao Bairro alto mas k anda de camisinha apertada até cima e de casaquinho de malha e fala com aquela vózinha melosa e bidu bidu... arghhhhhhhhhh!!! Eu sei, devo ser eu... coitada da moça. Enfim... ela lá vai e eu lá tenho cumprido a minha obrigação de mãe ao levá-la nos meus sábados à igreja.  

Num destes sábados embrenhei-me nos meus bricolages e decidi substituir a massa de vidro nas janelas do kuarto e da sala pk akilo já tava assim pó mau encarado. Botei a minha roupinha de trolha e lancei mãos à obra.

Para retirar a massa antiga k prendia o vidro foi necessário algum esforço o k fez com k vários bocadinhos fossem voando e caíssem em cima da minha cabeça. A mesma operação fazia uma poeira considerável k cobria a pele da cara e dos braços fazendo com k ficasse com um look tipo "Padeira de Aljubarrota".

Anyway... estava nestes preparos e completamente a meio da tarefa kdo foi preciso levá-la à catequese. Passei água na cara e nos braços esbrankiçados, de modo a disfarçar a coisa, dei uma corridinha até ao carro, parei-o em 2ª fila pertinho da igreja, levei-a até ao portão, fikei a vê-la ir e voltei em modo "ninja supersónico" p o carro, tentando ser vista pelo mínimo de pessoas possível.

Voltei p casa onde entretanto uma amiga minha já me esperava p me ajudar. Voltámos à carga e ali estivémos as 2 a bombar nas janelas k nem umas doidas. A certa altura e durante um momento de pausa perguntei-lhe se keria beber alguma coisa. Abri o frigorífico e dei de caras com uma mini solitária que tinha sobrado de um fds passado em casa dessa mesma amiga e perguneti se não keria dividir a Mini comigo para exterminarmos as 2 akilo k não tinhamos conseguido exterminar nesse fabuloso fds.

Ela aceitou e dividi o raio da mini pelos 2 copos. Fizémos uma breve pausa no nosso trabalho suado e bebíamos 1/2 mini freskinha kdo ela olhou p o meu projeto de licor de romã para 2012. Curiosa foi prová-lo e reconheceu de imediato as qualidades do meu já afamado Licor de Romã.

É aqui que entra a história das más influências dos amigos. Ora, eu sózinha já não sou grande espingarda mas tenho uma tendência quase suicída para me juntar com malta igual ou pior que eu. E eis que ela exclama: "Epahh isto misturado com cerveja deve ser bom!!" e misturou um bocadinho. E era muito bom. E por isso, misturou no meu também e eu provei.

Ora p kem n percebe de licores (e atenção k eu n percebo mto) akilo é fruta, açucar e aguardente. Os licores devem ser bebidos 1 ano depois de serem confecionados p k o açucar consiga fazer com k o álcool da aguardente deixe de se tornar tão "presente". Anyway, uma vez k o licor está a ser feito este ano, o álcool da aguardente está ao rubro e por isso o único gole k eu dei nakela coisa deixou-me com a boca a saber a aguardente e, deduzo eu, a cheirar a velho de taberna.

Foi aí k eu olhei p as horas e percebi k estava em cima da hora p a ir buscar à Catequese. Bolas! Bolas! Bolas! Eu n podia atrasar-me. Agarro nas chaves do carro e saio disparada. O trajeto é curto e já tava a caminho kdo percebi no tom esbrankiçado dos meus braços e, olhando p o retrovisor percebi k tava assim com uma makilhagem tipo "Princesa do Gelo". Pensei. "No problem!! Chego lá, chamo-a, ela vem, entro de novo k nem ninja p dentro do carro e ninguém me vê ao perto, nestes propósitos." O plano era simples e tinha um grande potencial mas, lá está, quando as coisas podem ser difíceis elas vão sê-lo para mim DE CERTEZA.

Dos primeiros degraus da escadaria, avistei-a a brincar no pátio. Comecei a chamá-la mas o entusiasmo era demasiado p ela me ouvir e por isso fui subindo mais degraus até que ouvi outra voz chamá-la e dizer: "M anda que está aqui a mãe" et voila, vinda sabe-se lá de onde, olho p o meu lado dto e vejo a santa da catequista a sorrir e a caminhar na minha direção. E nessa altura eu virei católica pk pedia insistentemente "Por favor meu deus faz com k ela n chegue perto de mim. Por favor!! Por favor!! POR FAVOR!!!! Oh não...ARGHHHHHHH!!! E, lá está, ninguém ouviu as minhas preces e não só a mecinha se aproximou como, pela primeira vez, decidiu cumprimentar-me com 2 beijinhos e falar cmg nakelas vozinhas de Bilu Bilu Teteia, obrigando-me a responder, provavelmente com bafo de aguardente.

Juro k se tivesse um buraco me tinha enfiado. E a pior parte de tudo foi o k???  Foi a manchinha branca com k ela ficou na cara depois de me beijar as bochechas.

Hoje é a festa da catequese e eu, como mãe orgulhosa e respeitadora das curiosidades da filha lá vou eu, amargar no salão paroquial. Começo a achar k deveria ter um conjuntinho para vestir nas atividades ligadas à igreja mas depois, é por isso mesmo k eu n gosto da Igreja. 

Wishing myself luck and streght!

 

Estrunfina às 13:42
Link | Comentar AKI
5 comentários:
De Hugo S. a 19 de Dezembro de 2011 às 12:02
Ri-me imenso com este post, já me alegrou o dia! :)


De Estrunfina a 19 de Dezembro de 2011 às 14:56
Também deves ser dakeles k abranda para ver os acidentes, confessa.


De Hugo S. a 20 de Dezembro de 2011 às 05:02
Por acaso não, e irrito-me quando quem vai à minha frente faz isso!

À medida que ia lendo, ia imaginando a situação. Acho que tem tanto de trágico como de cómico. O pormenor da manchinha branca no final é de topo! :D


De Inês a 20 de Dezembro de 2011 às 19:45
AHAHAHAHAHAHAH só tu :D
olha um dia falas cmg em bilu bilu teteia falas falas? pufavoriiiiii
ahahahah
ao menos desta x foste toda lavadinha?;)


De Estrunfina a 21 de Dezembro de 2011 às 09:01
Goza, goza !!!
Desta vez até estive tentada a ir de riskinho ao lado tipo lambido por uma vaca. Mas acho k a mecinha nem me viu.


Comentar post

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1