My Moments
Loading...
Click here to create your own QuitSmokingCounter.com
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

Férias...o After Filha

Xegou a altura de deixar a casinha de Armação e combinar com o Papá a entrega de "testemunho". As saudades eram mútuas e ambos keriam estar um c o outro. Eu estava dividida...se por um lado akeles 15 dias juntas uniram.nos mto e estava completamente habituada ákele blablabla infindável e ákelas perguntas constantes, por outro lado keria descansar um pouco, curtir uma praia na posição horizontal por mais de 30 seg seguidos, n ter k fazer almoços nem jantares se n me apetecesse e poder beber umas caipiroskas à vontade, sair p dançar, etc.

No entanto, e apesar de já ter as malas todas no carro pronta a arrancar em direcção à Capital, eis k xegam os primos prontos p nos render em Armação, carregadinhos de animação  e vontade de conviver um pouco e atenuar as saudades. N contente com a animação da prima, vá de ir comprar vodka e limas e animar a noite com um jarrão de caipiroska. A petiscada foi valente  e a casa acabou por virar um fucking boat (palavras da prima enkto tentava alcançar o kuarto). Acabei por arroxar no sofá, n sem antes ter feito planos p aproveitar + um dia de férias em terras algarvias.

Dia seguinte, bem cedinho e ainda com a vista meio turva e a cabeça a pesar 4 toneladas, foi tempo de rumar a Faro p apanhar o barkinho p, o tão desejado, regresso à Ilha Deserta.

. Viagem de barco fantástica

e depois um dia inteirinho de

 

 ao kual se juntaram + tarde  umas ktas amigas k vieram em peregrinação. E eis k já deitada no areal me lembro da mha amiga Avioneta: "Será k...?!?! Onde andas, gaja!?!?! Mte Gordo??? Jantar & Dormida p 2, arranjas??? OK! Até logo, então."

 

 Sair do barco e rumar ao "aeroporto" da Avioneta. Matar saudades da sobrinha k tá linda e enorme e, apesar do cansaço e da animação da noite anterior, rumar a Mte Gordo p mais uma noite de copos bem animada. O dia seguinte foi de relax e recuperação. Depois de uma rica sesta, arrancar direito a Alcoutim p novo encontro com as amigas peregrinas.

Deslumbrei-me com  Alcoutim. N conhecia e recomendo vivamente. Ainda houve tempo p um mergulho na água kente da praia fluvial.

 

                

Depois... o ponto mais alto das férias.

Apanhámos um pekeno barkinho, k tava a ver k virávamos com o nosso grupinho de 9, atravessámos o rio e fomos jantar a Espanha, na outra margem.

 

Tapas k, surpreendentemente, estavam deliciosas. Axo k foi a primeira vez k comi bem em terras de nuestros hermanos.

A noite estava deliciosa. Kente mas com akela brisa freskinha k passa de kdo em vez. A lua...linda. Ao lado da esplanada, por baixo das palmeiras da foto ali em baixo, 2 tipos tocavam viola e cantavam. Pouco foi preciso p estarem sentados na nossa mesa, com copos à frt, a tocarem akeles clássicos da viola. Ficou-me na memória um valente jamming no "No Woman, No Cry" do Bob Marley. A certa altura já vários moradores se tinham juntado ali p assistir ao "show" improvisado", batendo palmas smp k acabávamos uma música.

Foi uma dakelas noites k agradecemos ter vivido.

 

Os músicos, o Chris e o Peter, eram estrangeiros: um inglês e um americano, k andavam num barco a dar a volta ao Mundo. Tinham vindo das Honduras, passaram pelas Baleares e nem sabíam bem como, tinham vindo parar a Alcoutim ou, mais precisamente, em Sanlúcar de Guadiana. Um bocado como eu (com uma ligeira diferença na escala). Andava à deriva desde domingo e, sem kk tipo de planos, estava a viver coisas fantásticas.

 

 

Foi hora de regressar e o abrigo dessa noite e da noite seguinte foi das amigas peregrinas.

O jacuzzi era apetecível mas começava a ficar constipada e por isso recusei a aguinha borbulhante a 30ºC mas no dia seguinte já estava melhor e foi altura de ir à aventura de moto 4, no meio da Serra Algavia. A Rivi já está velhinha mas ainda dá p os gastos.

Ohhh What a Feeling!!!

 

 

Alguma poeira depois, chegámos a um sítio chamado "Pego Escuro". Basicamente uma lagoa, no meio do nada com água kentinha... deliciosamente selvagem. Regresso a casa, e foi noite de gajas com dto a snooker e campeonato de matrecos. Ahhh... e + caipiroskas

Dia seguinte... Minas de S. Domingos. Umas velhas conhecidas onde, com grd surpresa. encontrei já mto mais gente do k era habitual. O turismo já mexe nakela zona.

O dia passou-se entre natação entre as ilhas, viagens atribuladas de insuflável, papo p o ar e o convívio. No dia seguinte n havia músculo k n me doesse.

Hora de zarpar de encontro ao MEU alentejo. O jantar foi o inevitável Javali Estufado seguido da bela da sericaia.

 

 

Tempo para matar as saudades da família e dos amigos. Altura p fumar um cigarro no meu terraço, admirando as estrelas e lembrando tempos passados.

O regresso já era desejado e, apesar das solicitações, 5 dias depois da 1ª tentativa, rumei a casa. Rumei a casa com a sensação de umas férias excelentes, de coração a transbordar e...

 

 

sem vontade nenhuma de fazer as arrumações e limpezas k tenho p fazer

Estrunfina às 09:43
Link | Comentar AKI
1 comentário:
De Saltita a 25 de Agosto de 2008 às 20:49
Foi mesmo assim, tal e qual, sem pôr nem tirar: uma bela noite de copos, para repetir muitas e muitas vezes ( afinal de que serve a fama se não se tem o proveito ?). Adorei estar contigo. Já tinha saudades das nossas gargalhadas e agora tenho mais ainda das tuas caipiroskas! A fucking hell of a night. Too bad I had to clean upt the fucking boat house !
BJJJJJJJJJJJJJJJJJSSSSSSSS


Comentar post


Creative Commons License
Estrunfinices by Estrunfina is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1