My Moments
Loading...
Click here to create your own QuitSmokingCounter.com
Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013

I AM the greatest I AM the best

: Hall of Fame - The Script ft Will I am
Estrunfina às 22:26
Link | Comentar AKI
Quarta-feira, 27 de Novembro de 2013

Like a bikini wax

Em tempos tive uma depiladora que tinha o mau hábito de espalhar a bela da placa da cera na virilha e depois ficar com a mão lá em cima, depois de levantar apenas uma pontinha e de me deixar à mercê de uma dor excruciante. Estando eu neste momento preclitante, onde de perna aberta, sacrificava a minha verilha peluda aos deuses, naquela posição de franguinho no churrasco, era pois nesse o momento em k ela decidia sempre divagar sobre uma história qualquer. E ali ficava eu, numa tensão semelhante à de alguém que espera que o tampax vire abóbora (private joke), completamente contraída, com os dedinhos dos pés cruzados e encarkilhados de tão tensa que estava.

E depois vinha o momento. Do nada. Quando eu já estava embrenhada na história ou até tinha descontraído ligeiramente para poder responder a qualquer  pergunta parva que ela me tinha feito. Muito melhor do que eu, colocarei de seguida um texto que conseguirá descrever essa maravilhosa sensação. 

Fica, no entanto, a noção de que há momentos na vida em que estamos com a puta da placa de cera na virilha e que, muitas vezes falamos até de uma virilha bem farfalhuda, assim em jeito de Afro anos 70. E é nesse momento angustiante que há que ganhar a coragem de arrancar a puta da placa pk, por mais k doa, depois a dor vai passar e a virilha dá lugar a uma "pista altamente deslizante e macia" tornando tudo mais agradável.

 

Hoje alegoricamente arranquei uma placa de cera de uma verilha afro style... vamos ver se ela se mantem eternamente macia.

 

 

Segue um dos textos que mais me fez rir nos últimos tempos. Parabéns à autora desconhecida.

 

"Tenta sim. Vai ficar lindo."
Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha. Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve. 
Mas acho que pentelho não pesa tanto assim. Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa. Eu imaginava que ia doer, porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria. Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética.
- Oi, queria marcar depilação com a Penélope.
- Vai depilar o quê?
- Virilha.
- Normal ou cavada?
Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra fazer, quis fazer direito.
- Cavada mesmo.
- Amanhã, às... Deixa eu ver...13h?
- Ok. Marcado.
Chegou o dia em que perderia dez quilos. Almocei coisas leves, porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique. Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui.
Assim que cheguei, Penélope estava esperando. Moça alta, mulata, bonitona.
Oba, vou ficar que nem ela, legal. Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado.
Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas. Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas. 
Uma mistura de Calígula com O Albergue. Já senti um frio na barriga ali mesmo, sem desabotoar nem um botão. Eis que chegamos ao nosso cantinho: uma maca, cercada de cortinas.
- Querida, pode deitar.
Tirei a calça e, timidamente, fiquei lá estirada de calcinha na maca.
Mas a Penélope mal olhou pra mim. Virou de costas e ficou de frente pra uma mesinha. Ali estavam os aparelhos de tortura. Vi coisas estranhas.
Uma panela, uma máquina de cortar cabelo, uma pinça. Meu Deus, era
O Albergue mesmo. De repente ela vem com um barbante na mão. Fingi que era natural e sabia o que ela faria com aquilo, mas fiquei surpresa quando ela passou a cordinha pelas laterais da calcinha e a amarrou bem forte.
- Quer bem cavada?
- é... é, isso.
Penélope então deixou a calcinha tampando apenas uma fina faixa da Abigail, nome carinhoso de meu órgão, esqueci de apresentar antes.
- Os pêlos estão altos demais. Vou cortar um pouco senão vai doer mais ainda.
- Ah, sim, claro.
Claro nada, não entendia porra nenhuma do que ela fazia. Mas confiei. De repente, ela volta da mesinha de tortura com uma espátula melada de um líquido viscoso e quente (via pela fumaça).
- Pode abrir as pernas.
- Assim?
- Não, querida. Que nem borboleta, sabe? Dobra os joelhos e depois joga cada perna pra um lado.
- Arreganhada, né?
Ela riu. Que situação. E então, Pê passou a primeira camada de cera quente em minha virilha Virgem. Gostoso, quentinho, agradável. Até a hora de puxar.
Foi rápido e fatal. Achei que toda a pele de meu corpo tivesse saído, que apenas minha ossada havia sobrado na maca. Não tive coragem de olhar.
Achei que havia sangue jorrando até o teto. Até procurei minha bolsa com os olhos, já cogitando a possibilidade de ligar para o Samu. Tudo isso buscando me concentrar em minha expressão, para fingir que era tudo supernatural.
Penélope perguntou se estava tudo bem quando me notou roxa. Eu havia esquecido de respirar. Tinha medo de que doesse mais.
- Tudo ótimo. E você?
Ela riu de novo como quem pensa "que garota estranha". Mas deve ter aprendido a ser simpática para manter clientes. O processo medieval continuou. A cada puxada eu tinha vontade de espancar Penélope.
Lembrava de minhas amigas recomendando a depilação e imaginava que era tudo uma grande sacanagem, só pra me fazer sofrer.
Todas recomendam a todos porque se cansam de sofrer sozinhas. 
- Quer que tire dos lábios?
- Não, eu quero só virilha, bigode não.
- Não, querida, os lábios dela aqui ó.
Não, não, pára tudo. Depilar os tais grandes lábios ? Putz, que idéia. Mas topei. Quem está na maca tem que se fuder mesmo.
- Ah, arranca aí. Faz isso valer a pena, por favor.
Não bastasse minha condição, a depiladora do lado invade o cafofinho de Penélope e dá uma conferida na Abigail.
- Olha, tá ficando linda essa depilação.
- Menina, mas tá cheio de encravado aqui. Olha de perto.
Se tivesse sobrado algum pentelhinho, ele teria balançado com a respiração das duas. Estavam bem perto dali. Cerrei os olhos e pedi que fosse um pesadelo. "Me leva daqui, Deus, me teletransporta".
Só voltei à terra quando entre uns blábláblás ouvi a palavra pinça.
- Vou dar uma pinçada aqui porque ficaram um pelinhos, tá?
- Pode pinçar, tá tudo dormente mesmo, tô sentindo nada.
Estava enganada. Senti cada picadinha daquela pinça filha da mãe arrancar cabelinhos resistentes da pele já dolorida. E quis matá-la.
Mas mal sabia que o motivo para isso ainda estava por vir.
- Vamos ficar de lado agora?
- Hein?
- Deitar de lado pra fazer a parte cavada.
Pior não podia ficar. Obedeci à Penélope. Deitei de ladinho e fiquei esperando novas ordens.
- Segura sua bunda aqui?
- Hein?
- Essa banda aqui de cima, puxa ela pra afastar da outra banda.
Tive vontade de chorar. Eu não podia ver o que Pê via. Mas ela estava De cara para ele, o olho que nada vê. Quantos haviam visto, à luz do dia, aquela cena? Nem minha ginecologista. Quis chorar, gritar, peidar na cara dela, como se pudesse envenená-la. Fiquei pensando nela acordando à noite com um pesadelo. O marido perguntaria:
- Tudo bem, Pê?
- Sim... sonhei de novo com o cú de uma cliente.
Mas de repente fui novamente trazida para a realidade. Senti o aconchego falso da cera quente besuntando meu Twin Peaks. Não sabia se ficava com mais medo da puxada ou com vergonha da situação. Sei que ela deve ver mil cús por dia. Aliás, isso até alivia minha situação. Por que ela lembraria justamente do meu entre tantos? E aí me veio o pensamento: peraí, mas tem cabelo lá? Fui impedida de desfiar o questionamento. Pê puxou a cera.
Achei que a bunda tivesse ido toda embora. Num puxão só, Pê arrancou qualquer coisa que tivesse ali. Com certeza não havia nem uma preguinha pra contar a história mais. Mordia o travesseiro e grunhia ao mesmo tempo.
Sons guturais, xingamentos, preces, tudo junto.
- Vira agora do outro lado.
Porra.. por que não arrancou tudo de uma vez? Virei e segurei novamente a bandinha. E então, piora. A broaca da salinha do lado novamente abre a cortina.
- Penélope, empresta um chumaço de algodão?
Apenas uma lágrima solitária escorreu de meus olhos. Era dor demais, vergonha demais. Aquilo não fazia sentido. Estava me depilando pra quem?
Ninguém ia ver o tobinha tão de perto daquele jeito. Só mesmo Penélope. E agora a vizinha inconveniente.
- Terminamos. Pode virar que vou passar maquininha.
- Máquina de quê?!
- Pra deixar ela com o pêlo baixinho, que nem campo de futebol.
- Dói?
- Dói nada.
- Tá, passa essa merda...
- Baixa a calcinha, por favor.
Foram dois segundos de choque extremo. Baixe a calcinha, como alguém fala isso sem antes pegar no peitinho? Mas o choque foi substituído por uma total redenção. Ela viu tudo, da perereca ao cu. O que seria baixar a calcinha? E essa parte não doeu mesmo, foi até bem agradável.
- Prontinha. Posso passar um talco?
- Pode, vai lá, deixa a bicha grisalha.
- Tá linda! Pode namorar muito agora.
Namorar...namorar. .. eu estava com sede de vingança. Admito que o resultado é bonito, lisinho, sedoso. Mas doía e incomodava demais.
Queria matar minhas amigas. Queria virar feminista, morrer peluda, protestar contra isso.
Queria fazer passeatas, criar uma lei antidepilação cavada."

 

Estrunfina às 23:14
Link | Comentar AKI

Como um vício

 

a·di·ção 1
(latim additio-onisadiçãoacrescentamento)

substantivo feminino

1. .Ato ou efeito de adicionar ou de adir.

2. Porção que se junta. = SOMA

3. Operação em que se juntam duas ou mais parcelas para obter um número total. = SOMA ≠ .SUBTRAÇÃO

4. [Medicina, Psicologia]  Dependência física ou psíquica.

: Drugs don't work - The Verve
Estrunfina às 14:58
Link | Comentar AKI
Domingo, 24 de Novembro de 2013

O pássaro na mão

O pássaro na mão é partir do princípio que ele na mão ficará.

Mas, e como tão bem disse Marcela Albieri:  

 

"Deixo livres todas as coisas que amo. Se voltarem para mim, é porque as conquistei; se não voltarem, é porque nunca as tive."

 

Partindo desse princípio de liberdade o pássaro que está na mão, pode partir a qualquer momento, se ele assim o entender. Então o pássaro na mão n passa de uma mera ilusão. A única forma de o mantermos ali, é fechando o punho. O único resultado que daí advirá será... um pássaro morto.

Ninguém quer um pássaro morto!

A verdade é que, não existem pássaros na mão nem 2 a voar. Todos voam. Kdo, p onde e como kerem.

A alma não se aprisiona. O corpo sim. Mas de que vale um corpo sem alma. Quem deseja isso??

Gosto de aprender!!! Sempre!! Toda e qualquer aprendizagem. Gosto que me desafiem. Que me façam parar. Quem me façam ver o que não vejo, estando mesmo à minha frente. Gosto que mudem os holofotes. Que os apaguem e reacendam, deixando à minha frente a "mesma mobília" disposta de forma diferente.

 

Este fds disseram-me uam frase tão fantástica como: "A melhor psicanálise que já fiz, foi-me feita por um reumatologista!"

 

Hoje escrevo aqui, para a posteridade: Das melhores psicanálises que já fiz, fi-la dentro de um Smart.

 

Ai como eu gosto de boas conversas!!

 

Good Talk Coach Rectangle Magnet

: Doce Desejo - Bruno & Morrone ft Claudia Leite
Estrunfina às 20:54
Link | Comentar AKI
Sexta-feira, 22 de Novembro de 2013

Tristeza Saloia

Quando conhecemos os pais dos putos que são parvos e descobrimos que, na realidade, até se verificou uma evolução significativa da espécie, de uma geração para outra.

 

Estrunfina às 15:07
Link | Comentar AKI
Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013

LADRÕES

Hoje recebi via email os meus 3 recibos de vencimento (ordenado, duordécimo e sub. férias).

Aguardado muito ansiosamente, foi com enorme alegria que vejo o recibo do subsídio de férias.

Metade...METADE... AKELES FILHOS DE UMA GRANDA PUTA FICARAM-ME COM METADE DO SUBSÍDIO. Descontei mais de 500€ para o IRS.

FILHOS DA PUTA!! LADRÕES!!

Sei que não sou o pior dos exemplos. Haverá muita gente por aí k já passará fome por esta altura.

Eu, já por mais de uma vez saí de lágrimas nos olhos, às tantas da noite, para trabalhar madrugada fora para ganhar mais uns trocos (isto soou mal mas n me apetece fazer humor) e conseguir tocar a vidinha p a frt. Contas em dia é "só" o que consigo. 

Decidi sentar-me e fazer as contas todas. Saber kto irei receber a menos com o aumento da sobretaxa de 3,5% para 10%...

Um peso gigante em cima dos ombros. Um 1º semestre de doidos é o que me espera, completamente asfixiada. E isto, se tudo correr pelo melhor.

 

Haja esperança, haja fé, haja força e muita saúde para aguentar as pauladas todas.

Tudo isso e um sorriso na cara.

 

Estrunfina às 22:06
Link | Comentar AKI
Terça-feira, 19 de Novembro de 2013

Aguenta coração!!! BRASIÚ SI PREPARA

Estrunfina às 22:18
Link | Comentar AKI

Eu gosto é do Verão

Não gosto do frio.

Abomino a chuva.

As minhas hormonas desorganizam-se imediatamente com humidade, baixas temperaturas e/ou o céu cinzento.

Não me apetece fazer absolutamente N_A_D_A a não ser ficar na cama / sofá, o dia todo e, a pior parte, comer porcarias, umas atrás das outras.

Não me apetece falar com ninguém. Sempre k abro a boca, parece k estou zangada com tudo e com todos. Perco totalmente o filtro do políticamente correto e digo tudo como os malucos.

O dia ideal para ir falar com a mãe de uma aluna, cigana, que está mais que reprovada por faltas e que, como foi ameaçada com um corte do rendimento mínimo decidiu que deveria ir à escola conhecer-me e já me deu a entender que vai adotar a abordagem do "Eu não sabia de nada".

Esta merda não vai correr bem hoje.

 

Estrunfina às 11:38
Link | Comentar AKI
Segunda-feira, 18 de Novembro de 2013

Demolidora

Quando vi o vídeo da Hanna Montada demorei largos minutos para conseguir tirar o queixo de cima da barra de espaços.

Depois, ouvi a música na rádio e consegui perceber que a musica era linda e que o vídeo só consegue retirar a atenção do quão bela ela é, de facto.

Depois, vi que o vídeo recebeu o prémio MTV para melhor vídeo do ano (?!?!?!?!?)

Depois recuperei a consciência.

Depois encontrei este cover do James Arthur (gosto do groove deste moço), ajoelhei-me e quase virei católica.

 

: Wrecking Ball - James Arthur (cover)
Estrunfina às 16:23
Link | Comentar AKI
Quinta-feira, 14 de Novembro de 2013

E não é que a gaja anda entusiasmada!!!

E eu caladinha k nem um rato.

 

Estrunfina às 23:35
Link | Comentar AKI
Quarta-feira, 13 de Novembro de 2013

E é oficial

 

E conseguir não rir de cada vez que ela fala... DAMN!!!!!

Estrunfina às 18:41
Link | Comentar AKI
Terça-feira, 12 de Novembro de 2013

?!??!?!?!?!?

Mãe imprimes-me a letra do "Impossible"??

 

ALGUÉM PRIMA PAUSE SFF!!!

 

: Impossible - James Arthur
Estrunfina às 22:33
Link | Comentar AKI

Eu e os senhores da Zon

Já por 2 ou 3 vezes que em decido determinantemente a deixar a ZON e passar pa MEO.

Certo é k na penúltim avez a MEO meteu o pé na poça de tal maneira k deixou o prédio inteiro sem Zon durante o dia e sem gás durante 4 dias e no fim acabou por não me instalar o serviço pk, precisava de pedir autorização ao condomínio (WTF?!??!)

Anyway... em Agosto acabava o meu período de fidelização prisão com a ZON e estava determinada a mudar p o MEO 4+. Depois de avaliadas as condições, ficaria a pagar menos uns 10€ e ficaria com 200Mb nos 2 tlms em vez de 150 em apenas um.

A decisão estava tomada. Mas a Zon estava preparada. Esticou-se, argumentou, descontou e eu acabei por ir desbloquear o meu Blackberry k estava bloqueado à TMN (rede móvel da MEO) para poder usá-lo com o cartão da ZON (cuja rede era Vodafone).

E em que dia é que a ZON decidiu fazer a portabilidade do nº??? Cutxi cutxi... no dia do meu aniversário.

Ainda n tinha passado 1h e eu já estava passada dos carretos com eles pk, aparentemente, n existem configurações p Blackberry para acesso à net.

Depois de espumar da boca durante 2 dias, acabei por receber um Iphone 4 (bloqueado à Vodafone) como prenda de aniversário. Depois de recuperar os sentidos, a primeira coisa k fiz foi experimentar o cartão da Zon no Iphone e rejubilar com o facto de finalmente poder configurar o tlm p a utilização k dele necessito.

Ora passados pouco mais k 2 meses, eis k a Zon decide trocar de operadora (Optimus) mas eu estava tranquila pk, logo na altura k configurei o tlm p aceder à rede me garantiram k haveria uma solução p os clientes k tinha o tlm bloquedos à vodafone).

Esta semana recebi os novos cartões da Zon com um número p aceder caso tivesse o tlm bloqueado. Liguei. Eis a solução dos meninos:

 

Voucher de 150€ p adquirir um novo tlm na Otimus com obrigatoriedade de fidelização por 1 ano.

ou (keles são uns porreiraços e não querem obrigar ninguém a nada)

Voucher de 45€ sem obrigação de fidelização.

 

Muito educadamente e sem usar este tipo de linguagem mandei-os, basicamente, levar no anus. Encaminharam então a situação para um departamento especial que me iria contactar dentro de 48h. Estou aguardar serenamente pelo desfecho desta brincadeira. Serenamente tipo

 

 

Estrunfina às 20:42
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (1)
Domingo, 10 de Novembro de 2013

Sou tão fácil de fazer feliz

BRUNCH

 

 

CUPCAKES COM A FILHA

 

 

TARDE NISTO

 

 

E NO FIM CONTEMPLAR ISTO

 

Estrunfina às 20:38
Link | Comentar AKI
Sexta-feira, 8 de Novembro de 2013

Greve ou Não Greve - A verdadeira questão

Hoje é dia de Greve Geral da função pública. 
Posso enganar-me redondamente mas, julgo que terá pouca adesão. Porquê?? Porque, graças ao facto de medidas como a redução no Subsídio de Natal no ano passado, anulação do subs. de férias e pagamentos em duodécimos, os funcionários públicos, se estiverem na mesma situação que eu, ou já afundaram ou já respiram apenas por uma palhinha que lhes permite sobreviver até k chegue a miséria da "bóia" (apetece-me chamar-lhe braçadeira de tão pequenina que será) que chegará daqui a 12 dias, disfarçada de subsídio de, dizem eles, férias (das quais já só tenho as memórias e as fotografias). 
Dizem que estou a pagar por ter vivido acima das minhas possibilidades. O meu T2 com 40 anos na Amadora e a minha skoda fabia são a prova disso e nem vou falar do que tenho viajado nos últimos anos para não me começarem a chamar Willie Fog.
Mesmo com a minha carreira, quase sempre congelada (ou sou um pinguim ou uma estalactite, porque em 14 anos de carreira, só estive descongelada 1/2 dúzia de meses), dizem-me que tenho que ser avaliada e que sou obrigada a fazer constantes formações (do meu bolso, claro) para ser uma ótima profissional. Obrigam-me a ter aulas assistidas passados 5 anos de licenciatura com estágio pedagógico incluído, de ter dado aulas em 7 ou 8 escolas diferentes e todas terem mostrado o seu parecer positivo, relativamente ao meu desempenho profissional... mesmo assim, no ano passado mandaram um colega que eu nunca tinha visto, ver como é que eu me porto na aulas. Fiquei a 1 décimo da nota máxima mas, no próximo ano, poderei ser eu a ficar sem trabalho porque na escola onde estou, sou eu a mais nova e, por isso, a menos graduada.
Seu eu queria fazer greve hoje?? Queria muito.
Se eu posso fazer greve hoje?? Não, não posso. 
Preciso destes 50€ que vou hoje ganhar para pagar a conta da eletricidade que ainda não parou de aumentar, à semelhança de todos os outros serviços essenciais aqui em casa. Ocorre-me agora que, se calhar, não são essenciais mas sim luxos e então eu estou realmente a viver acima das minhas possibilidades porque bem k podia apanhar umas madeirinhas na rua e cozinhar numa fogueirinha ali no terraço.
Outra coisa que me impede de fazer greve: o desalento. Acho que é uma medida que não dá em nada. Ou se faz como na Finlândia e se metem os responsáveis todos na prisão ou, greves... pfffff. Em Julho passado perdi mais de 100€ do meu ordenado à conta da greve dos professores. Não valeu absolutamente de nada por isso... hj decidi fazer Greve mas de Zelo.
Vou à escola, entrego o material que os alunos me pedirem e não faço a ponta de um corno no que toca a ensinar seja o que for. E apetece-me muito levar uma t'shirt preta vestida com uma simples frase: "Vão pá real senhora P*** que vos pariu pk, já basta o que me roubam todos os meses, não vos DOU nem mais 1 cêntimo." Em vez disso, acho que vou levar esta



Estrunfina às 09:03
Link | Comentar AKI
Quarta-feira, 6 de Novembro de 2013

Vendo Tablet BQ Edison

Vendo Tablet BQ Edison adquirido há 8 meses (garantia + 1 ano e 4 meses). Pouco uso. Como novo, dentro da caixa, com fonte de alimentação, cabo mini usb e manual de instruções. Se eu gostar muito da pessoa que o comprar, também ofereço a capinha do dito, em pele. PREÇO: 120€ (negociáveis). 
Interessados deixem mensagem na caixa de comentários com o contacto que o comentário não será publicado.


Características e análise de desempenho do tablet AQUI ou, para os entendidos em lingua de nuestros hermanos...

 

As fotos que se seguem são as do produto em venda

 

 

 


Estrunfina às 22:21
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (2)
Terça-feira, 5 de Novembro de 2013

Dias assim

Que só se tem vontade de mandar a toalha ao chão. Gritar: BASTA!!! 

Soltar uns valentes palavrões. Dar uns pontapés numas cadeiras e uns murros numa parede k seja...

A revolta mistura-se com impotência. Desalento. Falta de fé. Falta de tudo.

 

Depois, vislumbra-se um raio de sol fininho a romper por entre uma parede de nuvens cinzentas.

E respira-se para aguentar mais um dia.

 

 

 

Hoje o David aprendeu a abrir a porta da arrecadação sózinho. E esse foi o meu raio de sol.

: Why Worry - Dire Straits
Estrunfina às 18:54
Link | Comentar AKI
Domingo, 3 de Novembro de 2013

Mágico

...the sun going down on me

 

Estrunfina às 19:54
Link | Comentar AKI
Sábado, 2 de Novembro de 2013

Podia ser uma recomendação mas...

... acaba já amanhã e já está esgotado. Mas fica a dica para os próximos... IMPERDÍVEIS!!!!

César Mourão é um Deus

 

Estrunfina às 11:01
Link | Comentar AKI

Mãe, quando é que eu posso ter facebook??

Esta foi das primeiras perguntas k fizeram soar o alarme.

Mais recentemente foi a história do Skype, que, achei eu (burra) que era uma boa ideia para usarmos naquela semana que estamos longe uma da outra e até durante a quinzena interminável das férias.

De repente, e como demorou um pouco a instalar p skype ela voltou a falar do assunto. Estranho?! Para que queres o skype??

Para falar com as minhas amigas!

TRAVÕES A FUNDO (o de mão incluido)!

Falar com amigas no Skype?!?!? NA-NA-NA-NÃO!

E assim, lá decidi que ligar para o pai continua a ser a melhor opção e que, pelo menos, durante o resto deste ano letivo, as únicas formas de comunicação pessoais serão os tlms dos pais, o telefone fixo e, em casos MUITO especificos, o e-mail e o chat do mail.

No entanto, isto deixou-me a pensar.

A minha geração não está muito preparada p esta coisa de controlar o quando e como se introduz um filho ao Mundo Virtual, às redes sociais, aos chats, aos fóruns, dos youtubes e afins....

Sim, 'tá bem, programas de parental control e computador no quarto proibido e essas tretas todas. Helloooooo!!! Magalhães = Computadores PORTÁTEIS já p n falar dos tablets.

O Youtube, por exemplo, é lá que ela vê os episódios das séries e os vídeoclips das músicas k gosta. Certo é que, tanto pode ver o beijo do "Cajó" e da " Carla Vanessa" dos "Morangos com Açucar" como pode ver as imagens explicitas da perna meia comida por um tubarão ou a cena da violação do filme XPTO mas... como controlo eu uma coisa sem proibir a outra? Ela é criança. 

Eu tb sabia k n devia brincar com fósforos e uma vez acendi uma caixa nteira deles, escondida atrás do sofá, k n se incendiou por milagre.

Só k a história dos fósforos eu vivi, eu passei por ela. A cena do "keres dar uma passa" eu passei por ela, e burra até dei a passa e fiquei presa a um vício por mais de 20 anos. Passei, vivi, sei como foi, sei o quanto custa, sei como fizeram os meus amigos.

Esta coisa da net...n faço puto de ideia!

Com que idade se começa? Quando é que ela pode ter facebook? Antes dos 13 é proibido mas conheço catrefas de putos k n têem 13 anos e têem lá conta. E quando todos os amigos dela tiverem e ela n tiver?? Eu n keria ser a única k n tinha kk coisa. Ninguém ker ser diferente dos outros.

Uma coisa é certa: a condição é ter sempre as passwords das tretas dela. Enquanto menor, essa será a condição. Oh sim e ela nem vai criar outra conta secreta que poderei ou não descobrir e sabe Deus o tempo que isso poderá levar. Eu sou mãe mas não fiquei burra de repente nem me esqueci que não era santa nenhuma.

E mais, tenho plena consciência que, num ápice, eu serei ultrapassada pela tecnologia e ela vai dominar o mundo virtual com muito mais destreza que eu própria. 

Preocupa-me, a sério que sim. Ok, está bem, o melhor a fazer é explicar tudo bem explicadinho, ensinar os prós e os contras e rezar k corra bem e que, em caso de dúvida ela me pergunte seja lá o k for.

Epahh eu, só manda-la de transportes para a escola já está a ser dramático na minha cabeça.

Depois uma gaja, olha à volta p ver o k fazem os outros pais e, lá está: há putos de 9 anos com facebook e há adultos de 38 que não têem.

Where is the fucking line?? 

Onde pára o manual nestas coisas que os pais nunca passaram e têm que gerir no que toca aos filhos.

Depois há aquela parte em que eu sou professora e oiço as histórias de bullying, de violação de contas, de utilização indevida de fotos, blablablablabla... às vezes n sei se n preferia não saber.

Quero acreditar que, no meu tempo de criança, existiam (proporcionalmente) tantos pedófilos como agora. Existiam raptos, abusos, violência, como agora.

Há tempos tentava lembrar-me da idade com que comecei a fazer o percurso Casa - Portas de Benfica para apanhar o autocarro sozinha. Foi antes do 5º ano, disso tenho a certeza.  A minha mãe, costureira, fazia calças para um alfaiate ali perto da igreja de Benfica. Lembro-me dela me colocar as calças penduradas no braço e de eu ter de levantar o braço p elas não arrastarem no chão. Teria 6, 7 anos??

A única vez que a mha filha fez o percurso Casa - Portas de Benfica sózinha, eu seguia em modo ninja camuflado atrás dela and that was it!!

Parece-me uma miuda atinada e responsável mas...(ah!!! cab*** do MAS...)

 

Um dia, quando leres estas cangalhadas todas é bom que saibas e ganhes a noção do quão difícil é esta coisa de ser mãe. o quanto isto me revira os miolos. Mas, atenção, depois dos 30 começas a estar atrasada no que toca a arranjares-me um neto, hei.


AMEI ESTE VÍDEO 

Estrunfina às 10:09
Link | Comentar AKI

Creative Commons License
Estrunfinices by Estrunfina is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1