My Moments
Loading...
Click here to create your own QuitSmokingCounter.com
Domingo, 29 de Abril de 2012

Mother Issues

SUCKS!!!

 

 

Ass: Also a Daughter

 

PS - Putas das hormonas!

Estrunfina às 22:01
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (4)

Devia haver um MANUAL

Existem algumas questões que me começam a assombrar a mente materna.

Esta coisa do crescimento dos filhos é tal e qual como aquela frase que diz que quando nós achamos que já sabemos as respostas todas, a vida chega e muda todas as perguntas.

Agora os receios começam a ser quando e como devo abrir mão dela.

Este episódio aconteceu na 2ª feira a seguir da Páscoa. Quando nos preparávamos para sair para a levar à escola, ela dispára um "Posso ir sózinha para a escola??" Eu, na minha santa inocência e porque NUNCA nada sequer parecido aconteceu e ela costuma ficar meio cagarolas quando chega a hora H, respondi: "Sim, claro!" Claro que o que se seguiu foi uma série de "Estás a falar a sério?!?!?!?!" ao que fui sempre repondendo afirmativamente, achando que quando ela se apanhasse na rua, iria mudar de ideias.

Já se está mesmo a ver o que aconteceu. Chegadas ao patamar do prédio deu-me 2 beijos e 1 abraço, virou costas e zarpou. Claro está que fiquei para morrer mas completamente desarmada pela quantidade de "sins, a sério!!" que tinha dito.

Assim, e num espaço de micro-segundos assumi a identidade de Ninja Smurf e segui-a sem que me visse. Oh cruzes que figurinha a minha.

E foi vê-la de peito inchado e ar altivo a caminhar pela rua como se estivesse a conquistar uma nação (e estava). Alturas houve em que até saltitou que nem Capuchinho Vermelho. Pelo caminho cruzou-se com um vizinho nosso aqui do prédio, velhote. Trocaram cumprimentos e seguiu, deixando o pobre homem incrédulo, a pensar que eu não devia estar boa da cabeça e que devia chamar a Proteção de Menores. Isso até ao momento em que passo por ele, no meu modo ninja e o tranquilizo.

Mais à frente, vi-a entrar no cabeleireiro de uma amiga minha.  Deu os bons dias, disse que ía para a escola e que eu a tinha deixado ir sózinha. e fê-lo com o ar mais natural do Mundo, como quem diz... what?? já sou crescida, tá??

Conhecendo a minha amiga eu só pensava, de trás do meu esconderijo: Pronto!! Vai chamar a polícia e a seguir vai dar-me um enxerto de porrada.

Assim que ela se foi embora, saí deslizante e furtiva do meu esconderijo e tranquilizei a minha amiga enquanto passava por ela a correr, pk ela já estava de telemóvel na mão, no meio da estrada, para controlar a minha filha.

Chegadas à enorme rotunda das Portas de Benfica o meu pobre coração de mãe não aguentava mais até porque essa coisa de atravessar estradas sózinha ainda não foi treinada tão exaustivamente como pretendo e, após um sprint apanhei-a.

A desilusão foi total e senti-me culpada. Os olhos vivaços esmoreceram completamente quando percebeu que afinal eu tinha estado ali o tempo todo. Reafirmei vezes sem conta o meu orgulho e o bom trabalho que tinha feito mas, a desilusão era mais que muita. Combinámos então que o resto do caminho ela faria uns metros mais à frente, como se continuasse sózinha e não houvesse nenhuma relação entre nós. E assim foi.

O meu orgulho foi gigante, é um facto, e a minha confiança nela cresceu consideravelmente mas, o meu medo é muito mais dos outros do que dela. No entanto, isto fez-me começar a pensar: Quando será a altura certa?

O simples ir ali à compras e deixá-la sózinha em casa é uma questão complicadíssima para mim, quanto mais ir sózinha pela rua.

Não quero nada ser aquelas mães super-protetoras mas também não quero ser inconsciente.

Cadê a posologia da coisa???

 

  ONDE?? ONDE??? Pergunto eu.

Estrunfina às 10:09
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (2)

"Ahh eles crescem tão depressa!" = Cliché de M***** é o que é

Porquê este azedume todo??

Eis que a minha filha foi passar o fds a ÓBIDOS com uma amiguinha.

A notícia caíu que nem uma bomba no meu estomago e foi-me comunicada como coisa certa há já uns 15 dias, depois de um fds com o pai.

Na altura abanou-me toda e ainda ericei uns ktos pelos na espalda por não ter sido tida nem achada nessa decisão.

Após telefonema ao pai, percebi que a coisa tinha sido falada mas não decidida e vá de partilhar os meus medos e angústias com o pai dela.

Quem são realmente essas pessoas?? A única coisa que sabemos é que são pais de uma colega de turma dela.

Onde é realmente a casa?? Uma coisa é ir pô-la à festinha de aniversário e voltar horas mais tarde para a ir buscar, outra é metê-la num carro em direção a "Óbidos" sem saber muito bem onde fica efetivamente a casa.

Uma gaja passa a vida a ouvir que a grande maioria dos abusos sexuais são cometidos por conhecidos / familiares e é inevitável tremer toda por dentro e abrir mão dela, assim...

O entusiasmo dela era mais que muito. Já outras coleguinhas de turma foram nestes fds a Óbidos e é mais que óbvio que é algo que dá estatuto na escola, que contribui para a inclusão e para a auto-estima da miuda. Depois é toda aquela questão da auto-confiança. Coisa que temos trabalhado mas com baby steps MEUS quando ELA quer passos de gigante (ver post seguinte).

15 dias a preparar-me psicologicamente para a coisa mas isto tem sido agreste. 

Claro que falei com a professora dela antes para tirar algumas referências dos pais da miuda.

Claro que falei com os pais da miuda antes, até porque quem a ía levar seria o pai. É certo que fiquei mais aliviada pela forma compreensiva que a mãe da miuda apresentou, tirando-me toneladas de cima quando me disse (sem que eu falasse no meu receio de não saber onde era a casa) que, se eu preferisse poderia ir lá deixá-la a Óbidos no sábado e passar algum tempo com eles de modo a que, em vez de 2 noites ela passasse apenas 1 e eu ficasse mais tranquila.

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... Foi tudo como deveria ser!!!  Não tinha argumentos para contrariar nada e sei perfeitamente que contrariar este tipo de coisas é apenas por um período muito reduzido.

Ela ganha asas e elas crescem a cada dia que passa. Caramba, mas é preciso ser já?? Não dá para fazer Pause ou mesmo Rewind e aproveitar estes tempos mais um bocadinho???? (E pronto...lágrimas! Damn it!! P**** das hormonas!!!!)

Ainda ontem ela cabia num braço, e encaixava-se no meu peito, e dormia tranquila nos meus braços, e deixava-me contemplá-la horas a fio se fosse esse o meu desejo. Agora, já só consigo contemplá-la assim se ela estiver a dormir, caso contrário, já só possúo curtos minutos para usufruir daquele rosto juntinho ao meu. Depois há sempre qualquer coisa nem que seja um ataque de cócegas. Ser contemplada pela mãe não tem grande piada, acredito. Mas é tão bom para a mãe, filha. É tão bom!!!

Passa rápido, cresce rápido e nada do que eu faça pode imepdir isso. É bom sinal, dizem, mas caraças, isto doi. Que os miudos têm dores de crescimento eu já sabia. Não sabia era que os pais também sofrem dessas dores.

Estou aqui a controlar-me e a queimar tempo para ligar e saber como passou a noite. Ontem consegui reduzir as chamadas a 2 e o que senti foi que a cada "Sim, está tudo bem" soava-me um  "Mãe já disse 20 vezes que está tudo bem deixa de ser chata e desliga o tlf" (nota - não foram preciso 20 vezes mas devem ter sido umas 18).

Uauuu... são quase 10h!! Mais meia hora e ligo... Tic tac...tic tac... tic tac... (Stupid slow watch!! God damn you!!)

 

 

Estrunfina às 09:35
Link | Comentar AKI
Sábado, 28 de Abril de 2012

Tanto AMOR desperdiçado...

 

Dá dó ver de forma tão consistente que a existência de VERDADEIRO AMOR não é suficiente.

Este mês tenho 2 casamentos... Que sejam iluminados!

Estrunfina às 16:15
Link | Comentar AKI

Hoje vou pá night

Já não sei há quanto tempo não saio à noite. 

Longe vão os tempos de borgas infinitas de 15 em 15 dias.

Idade, finanças, trabalho, frio... sei lá. Não tenho sentido falta. Até porque continúo a sair à noite mas para trabalhar (Isto dito assim n soa mto bem, trokemos então) cantar.

Sempre ouvi dizer que era uma vida lixada. E é. Há noites em que é um enorme prazer e diversão, os amigos aparecem e pintamso a manta embora "controladamente" mas há outras...Pôxa!! Mesmo o que mais nos dá prazer quando vira obrigação tem muito k se lhe diga.

Ontem foi um deses dias. Sair de casa foi a ferros. O sofá, o edredon e a mantinha lançavam-me olhares sedutores difíceis de ignorar. O frio e chuva da rua não ajudavam em nada. Para compor o ramalhete decidi levar saltos e 2 horas depois só tinah vontade de cortar os pés com um serrote ferrugento (e por saltos estou a falar de umas botas com 5 ou 6cm).

Vá lá...houve malta a cantar bem porque, quando a noite está assim e só me saem projetos de whitney huston , adelaides ferreiras e afins... uiiiiiii

Gosto de malta que não sabe cantar e que canta na mesma, independentemente de estar desafinada, fora de tempo ou de nem sequer conseguir ler a letra mas, o piorzinho é quem acha que canta muito bem e escolhe coisas que nem eu me atrevo a cantar e depois se queixa pk o som do micro está baixo. Pudera!!!!! Se estiver alto a casa esvazia na hora ou não fica um único vidro inteiro na sala.

Mas hoje vou sair, sem preocupações. Sem horários. Puro prazer!! E vou começar tãooooooo bem

 

: We Are Young - Glee Cast
Estrunfina às 12:40
Link | Comentar AKI
Sexta-feira, 27 de Abril de 2012

Não há volta a dar

Mudança de Regime aqui em casa.

Depois da consulta de rotina na Drª a minha filha passou a ter um regime alimentar para manutenção de peso durante 6 meses situação prontamente aproveitada pela mãe p, mais uma vez, unir esforços à filha embora com objectivos diferentes.

Haja sopas, saladas e produtos diet cá em casa.

A ver vamos...

 

 

 

Fiquei um bocado surpreendida com a indicação de iogurtes, leite e queijo magros para uam crinaça. Sempre achei que eram desaconselhados. Enfim... faria se a miuda fosse obesa!!!

Estrunfina às 15:27
Link | Comentar AKI
Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

Uma questão de religiões

Sou uma ovelha tresmalhada nesta coisa das religiões. Católica sei que não sou mas tb n sou ateia.

Agnóstica tb não me sinto, porque tenho um lado espiritual muito desenvolvido e creio em algo BOM superior a mim e que me ultrapassa.

As minhas questões e dúvidas e renitências prendem-se essencialmente com rituais e imposições.

Essa entidade superior em que creio é bondosa e aceita-me tal como sou. Já diz a Lady Gaga, "I'm beautiful in my way 'cause God  makes no mistakes... and I was born this way". Assim sendo, que lhe interessa se rezo o terço, se estou de joelhos, se como bife ou sashimi?!?!?!?

 

 

Há cerca de 1 ano, comecei a interessar-me cada vez mais pela filosofia Budista e é aí que me sinto mais enquadrada, nos seus mandamentos.

Mandamentos como este...

 

 

: Massive Atack - Teardrop
Estrunfina às 08:08
Link | Comentar AKI

A quem de interesse (if you know what I mean)

Ontem, depois de um dia Mega atribulado decidi oferecer-me um miminho e fui matar o desejo com que andava de susho e sahimi.

A ideia era experimentar um sítio novo que, embora já tenha aberto há uns 5/6 meses  as conjunturas atuais ainda não me tinha permitido lá ir experimentar.

Saí satisfeitíssima e recomendo a toda a gente que lá vá espreitar. Não é um simples Restaurante Japonês. No entanto tem um buffet de sushi bastante variado, o sashimi é pedido e trazido diretamente à mesa para estar o mais fresco possível, tem comida chinesa e coreana, tem buffet para wok e/ou teriaky (chapa - onde aconselho o molho saté). A decoração é sóbria, sem quadros com cascatas e coisas do género.

Se isto tudo não bastasse para tentar alguém, tem um empregada que fala MESMO português e não se resume a dizer "tá bem, tá bem", explicando o que era cada uma das coisas que não consegui-a reconhecer. O preço tb me pareceu mais em conta do que na maioria dos restaurantes deste género. Um jantar p 2 pessoas com buffet, 2 refrigerantes, 1 água e 1 café ficou pelos 26€.

No entanto devo dizer que o que mais me agradou foi a qualidade e o cuidado com a comida.

Assim sendo, fica a minha promessa de divulgar o espaço 

 

 


Av. das Nações Unidas 33-A, 1600-531 Lumiar, Portugal (Em Telheiras, na estrada que vai do Continente para a Rotunda)

Tlf - 218270597

Estrunfina às 07:50
Link | Comentar AKI
Terça-feira, 24 de Abril de 2012

Fazer a diferença!!

Hoje, após uma travagem a fundo à entrada da rotunda do continente da Amadora, resgatei um gatinho com cerca de mês e meio/ 2 meses, literalmente, do meio da estrada. Por estar no meio da faixa de rodagem já devia ter passado algum carro por cima dele, sem o atropelar pk, kdo saí do carro p o apanhar, eles estava espalmado junto ao alcatrão e as pequenas garras fincadas.
Segui o meu instinto, apanhei-o (apesar das bufadelas) e meti-o no carro sem pensar muito bem qual seria o passo seguinte.
Ainda entrei no Continente para fazer as minhas compras mas voltei p trás e iniciei contactos para que alguém me ajudasse a resolver a situação. Depois de algumas trocas e baldrocas que fizeram como que não conseguisse chegar a tempo da minha aula da tarde segui até ao canil e GATIL de Odivelas onde fui informada que só lá tinham cães e que nem estavam a aceitar animais por falta de verbas.
Deram-me, no entanto, uma lista de contactos (página A4 - frt e verso) de várias instituições no país que me poderiam ajudar e, sentada no meu carro com o gatito desaparecido algures debaixo do banco do pendura, comecei a ligar p todas as que estavam em Lisboa e arredores. Todas me negaram ajuda... T O D A S!
Já em desespero de causa comecei a ligar a amigos e conhecidos que sei serem amigos dos animais, numa tentativa de encontrar ajuda. Aconselharam-me aquilo que me disseram ser o Canil e Gatil Municipal da Amadora mas que se veio a revelar a AMIAMA, uma associação sem fins lucrativos de ajuda aos animais.
Expliquei a situação, disseram-me que normalmente não aceitavam gatos mas, dadas as circunstâncias e tendo em conta o facto de ser bébé, ficariam com ele.
A custo tirámo-lo debaixo do banco, completamente em pânico e foi imediatamente colocado numa transportadora. 

Pedi então o NIB à Dona Mariana porque gostaria de dar uma contribuição. Respondeu-me que me daria um cartão mas que o que precisava mesmo era de detergentes (mesmo que sejam dos mais baratinhos do LIDL e mesmo que seja só uma garrafa).

Pedi para conhecer as instalações e fiquei comovida com o amor e dedicação daquelas pessoas aos animais. Por isso escrevo aqui estas palavras e peço que as divulguem e que divulguem a associação.
Esta, ao contrário de muitas outras, ajudou de facto um animal em apuros. Nesta o trabalho pareceu-me válido e frutuoso. 
Já tenho 3 garrafões de lixívia e detergente para lá ir entregar e ainda hoje farei um depósito na conta bancária. Passem na página deles (https://www.facebook.com/amiama.amiama), partilhem-na e, se puderem, ajudem de alguma forma. Não custa muito fazer a diferença.

 


Obrigada!

 

N sei como se chamará mas sei que lhe salvei a vida e isso deixa-me o coração quentinho. Está para adoção ;o) Anyone??

 



Estrunfina às 22:48
Link | Comentar AKI
Segunda-feira, 23 de Abril de 2012

Há dias assim...

Hoje tive vontade de espetar com um estalo na mha "patroa".

Há malta que ultrapasssa todos os limites da decência e depois ainda se indigna com quem faz o que é suposto.

Dai-me...

 

 

Estrunfina às 22:06
Link | Comentar AKI

Domingo Delícia

A simplicidade atinge patamares superiores na minha vida. Ontem passámos a tarde nisto

E foi delicioso!!

Estrunfina às 10:21
Link | Comentar AKI
Sexta-feira, 20 de Abril de 2012

Saidinha da casca, é o k é

Hoje ao pequeno almoço stava a queixar-s nem sem bem do quê e eu chamei-lhe mariquinhas.

Parou, olhou para mim, fez um compasso de espera assim com um ar meio "Really?? Are you serious???" e depois, com ar de choramingas disse:

 

Ohhhh... tadinho do cão que não andava e agora já anda!!!

 

E eu meti a minha viola no saco e virei-lhe as costas com um exclamativo Oh!

 

Et voila... fui literalmente gozada pela minha filha que me apanhou a chorar a ver isto

 

 

Estrunfina às 09:46
Link | Comentar AKI
Quinta-feira, 19 de Abril de 2012

Altamente Recomendável

 No edifício da antiga FIL (Rua da Junqueira)

Estrunfina às 21:10
Link | Comentar AKI

Tentação

Estrunfina às 09:06
Link | Comentar AKI
Terça-feira, 17 de Abril de 2012

This Must Be Underwater Love

Estrunfina às 14:31
Link | Comentar AKI

Mais um

Tem andado a bombar no carro que nem gente grande.

Muito bom!! Muito mais que a música com a Carminho (embora seja uma das minhas preferidas, apesar de achar um exagero ter 3 versões da mesma música no mesmo álbum).

Mais um que não subestimou a dor de corno e deu-se muitoooooo bem.

E depois, para além de tudo o resto: "Ai Pablito... Me gustas, guapo!!"

 


: Pablo Alboran - Desencuentro
Estrunfina às 11:02
Link | Comentar AKI
Segunda-feira, 16 de Abril de 2012

Flirt

Uma gaja pode sonhar, ou não??

Os meus passeios pelo Media Market durante as aulas de natação da minha filha não estão a ser uma boa influência, é só o que digo.

Estrunfina às 22:52
Link | Comentar AKI

Divagações

Hoje dei por mim a pensar no desperdício de tempo que é aquele que os futuros papás gastam a escolher o nome dos futuros bébés.

Pelo menos os pais dos alunos da minha escola. Tanto tempo passado a escolher entre Ngola ou Carambá, entre o Leandro ou Waldyr e finalmente, depois do consenso familiar, depois de efetuado o registo numa conservatória passam o resto do tempo a chamar-lhe coisas tão prestigiantes como: Oh Meu Cabr**, oh Panelei**, Oh meu Ganda Filha da ****...

 

Não seria mais bonito por-lhes logo os nomes assim?? Não se simplificaria muita coisa se as crianças fossem logo registadas como Paneleiro dos Santos Mutemba ou Cabrão Manuel dos Santos Marçal???

 

Talvez sejam mesmo só divagações minhas.

 

Estrunfina às 22:41
Link | Comentar AKI

Aiiiiiiiii Freud, Freud...

You kill me, man!!!

 

Estrunfina às 09:40
Link | Comentar AKI
Domingo, 15 de Abril de 2012

Na sequência desta coleção...

...deveria estar: 

 

" A Missa Para Tótós"

 

E eu compraria esse livro.

 

Lá fui eu - Missa Time

Dependendo dos padres, eu até consigo achar benéfica a presença na missa. Não faz mal nenhum espalhar os mandamentos de bondade, benovelência e perdão da fé católica. Certamente que não é isso que me incomoda. O que me incomoda nesta fé é que pregam coisas e depois agem e ordenam contrariamente ao que pregam. 

A outra coisa que me incomoda (menos, é certo, mas incomoda) é o protocolo.

Senta, levanta, ajoelha, faz sinal da cruz, canta de mãos dadas com o vizinho do lado, senta outra vez, levata outra vez, deita a língua de fora, come a bolacha, diz "Sim, creio" mas só depois do padre terminar a frase (houve um dos putos que se deu muito mal neste ponto), diz "Amén", canta sem dar as mãos, faz o sinal da cruz mas agora é na testa, dá beijinhos e abraços aos que estão ao lado, dá moedinha...

 

Xiçaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!

 

A parte pior de todas... a miuda não chegou a ler nada!!! 

Aiiiiii filhaaaaa a tua dívida para comigo aumenta consideravelmente a cada missa que me fazes assistir. Um dia que me escolhas o lar, é bom que seja um com um assistente particular com tronco em V e six pack que me massage os joanetes e me passe o fio dentário na placa.

Estrunfina às 09:28
Link | Comentar AKI

Creative Commons License
Estrunfinices by Estrunfina is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1