My Moments
Loading...
Click here to create your own QuitSmokingCounter.com
Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Grande Weekend

Always Bombating!!!

 

 

Estrunfina às 19:04
Link | Comentar AKI

Obrigada España

IMG_7370.jpg

Estrunfina às 09:54
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (3)
Sábado, 28 de Junho de 2008

Jesus Cristo Superstar

Pois k lá fomos...

 

A noite estava fabulosamente kente e é sempre uma delícia ir p as bandas da Baixa em noites assim. Faltava 5 minutinhos p o início da peça, tomámos os nossos lugares e o primeiro ponto negativo revelou-se. A distância entre as filas de cadeiras é de cerca de 10 cm e é esse o espacinho k temos p enfiar as pernas durante todo o espectáculo. Assim, a dificuldade de passar pelas 6 pessoas k já se encontravam entre o início da fila e os nossos lugares foi tremenda. Ora se para mim, do alto do meu 1,62m,  akilo já tava meio desconfortável, foi com enorme solidariedade k compreendi o apelo do senhor k tava atrás de mim e k tería certamente mais do 1,80m p k o mudassem de lugar.

 

Bom... lá começou a peça. Supresa mto grande com a capacidade vocal dos  moços. Grande destake aki p este mocinho, Pedro Bargado, no papel de Judas. Uauuuuuu..tirou-me o folego várias vezes (xô mentes porcas!! keu sei k andam aí)

 

 

Relativamente à peça em sim... Já tinha visto outro musical do La Feria e, sinceramente, gostei mais. Há uns anos vi o Amália e amei. Neste, achei que foi um bom espectáculo mas... n se enkuadra mto nakilo k posso chamar de "mha onda". Cansam-me musicais k são totalmente cantados, sem haver um único diálogo. No entanto é,sem dúvida, um grande musical.

 

O outro ponto negativo da coisa foi o calor brutal k se fazia sentir no 2º balcão. Abençoada vizinha do lado k trouxe o belo do leque p se abanar e do kual pude disfrutar algumas vezes em jeito de efeito colateral.

 

E agora o "Momento à la Estrunfina".

N sei se é karma, se é cruz, se o k é, estas coisas acontecem.me sempre a mim. Pois k tava eu sentadinha na 1ªfila do 2º balcão, e mm à mha frt situava-se um corredor pelos kuais o elenco circulava (como descobrimos com grd cagaço logo no 1º minuto de espectáculo kdo eles entram por ali a correr k nem uns loucos, assim do nada). Como dizia, estava eu ali "sugadita" metida na mha vida e a ver atentamente o espectáculo, concentradíssima no palco kdo se inicíou uma cena alusiva aos pecados, onde Jesus é confontado com os pecados mundanos. E tava eu ali, no escurinho, concentradíssima no senhor Jesus kdo me aparece do nada, a 1 palmo da mha cara (talvez meio palmo) uma personagem com uma máscara um bocado passada da kual saía uma língua (com mto potencial há k dizê.lo,) k se insinuava aki à pobre desgraçadinha. Os meus olhos viraram faróis, o coração n sabia se havia de parar de susto, se havia de bater como se tivesse corrido a final olímpica dos 100m... Basicamente, ía deixando nódoa na cueca, tal foi o susto k apanhei. Puta ko Paríu Pahh!!! Já n me assustava assim há séculos. O moço axou piada à mha reacção e já n saíu dali, insinuando-se e cantando  kk coisa k só sei k falava em sexo e drogas. Apesar do susto e do pouco k ouvi da conversa dele, gostei do rapaz, pareceu-me bom mocinho e ajuizado (já falei na língua mto promissora??? Ahh sim??? E nos abdominais definidos???) Pena mm foi a máscara pk depois n o pude reconhecer p ver se a coisa valia mm a pena.

Anyway, obrigada Radio Voz de Alenquer pelo presentinho. Eu e a manada toda gostámos apesar do consenso final ser "Gostei mas ainda bem k n paguei p ver" *.

 

 

* Eu só pagava depois de ver o gajo sem máscara e de saber se valia a pena ou n.

 

 

Estrunfina às 09:45
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (1)
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Musikinha inspiradora

O Weekend tá aí e prevê-se kente. Praia e/ou piscina são uma forte possibiidade e temos uma saturday night com aniversário mto mto mto especial. Acordei cedo, energética e já embrenhada em arrumações e limpezas. A ver se começo a organizar a casa k tá a modos k on hold há já uns tempitos.

Andava nas limpezas e ouvi esta música mtoooo... sugestiva.

O calor faz destas coisas. O calor e a Lua que, apesar de tar em quarto crescente, deve andar a fazer das suas.

Anyway... fica a sugestão pk...

 

Love is Ó Leonilde

 

 

BOM FIM DE SEMANA

 

 
Estrunfina às 10:31
Link | Comentar AKI
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Ainda não estou em mim!!!

Não é k me assobiaram em jeito de piropo na rua!?!??????!!!!

Ainda nem acredito. Principalmente pk tenho a certeza k kem o fez n era cego pk ía a conduzir.

Aiii as saudades keu tenho de passar num andaime e ouvir akelas bocas todas jeitosas como "Ó jóiaaaaaaaaa anda cá ó órives!". Os gajos das obras agora são tão ajuízadinhos k uma gaja já n ouvia um piropo há séculos.

Eu sei k há vantagens. É verdade k nunca mais tive arrepios e náuseas por ouvir um "Ohh boa anda cá chupar-me o calippo".

 

 

Anyway... ontem o sorriso foi de orelha a orelha e o ego subiu upa upa.

 

 

Estrunfina às 10:22
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (3)
Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

I have a dream e chama-se...

Estrunfina às 14:10
Link | Comentar AKI

Afinal...o teatro é outro

Estrunfina às 01:04
Link | Comentar AKI
Terça-feira, 24 de Junho de 2008

Parece que vou ao teatro

 

Uauuuuuu... n vou ao teatro há séculos!!

Ainda por cima vai a "manada" toda. Vai ser bonito, vai!!

Estrunfina às 15:17
Link | Comentar AKI

Pegadas

Lembram-se da Sandra???

A Sandra foi a aluna k mais me comoveu este ano e k me deu alento p continuar a acreditar mais um pouco nakilo k faço p ganhar a vida. Foi kem me fez acreditar k vale a pena.

Hoje soube k a sandra mora com uma avó velhinha pk é filha de toxicodependentes e a mãe é alcoólica. Ou melhor, era.

Mais ou menos na altura em k escrevi o outro post a Sandra perdeu a mãe. Faltou durante 1 ou 2 dias e regressou como se nada tivesse acontecido.

Só hoje, na reunião de notas, eu soube o que tinha acontecido.

Mais uma vez, senti.me inspirada por ela. Independentemente das dificuldades que a vida nos coloca, temos sempre a opção de lutar por algo melhor.

Por mais difícil k seja, por mais longe k o nosso objectivo se vislumbre a Sandra sabe k vale a pena lutar e trabalhar por algo melhor.

Ela é a prova k, mm kdo tudo é mau...é possível!

Esta vai marcar-me mas tenho noção que as probabilidades de eu a ter marcado a ela também são muito grandes.

 

 

Estrunfina às 10:05
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (5)
Domingo, 22 de Junho de 2008

Esta vai direitinha para ti

Encontrei isto nas minhas deambulações internéticas e, vá-se lá saber pk, lembrei da nossa conversa de ontem. Vale o k vale, é o k é:

 

"Só se vive uma vez, mas se for da melhor maneira possível, uma vez chega!"

 

 

Estrunfina às 18:34
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (1)

EU

A Magnólia (essa boa rapariguinha xeia de virtudes k tb gosta do meu John) lançou-me este desafio. Definir-me em 5 palavras. Ei-las:

 

(Esperta como sou, e tendo em conta esta limitação de 5...vou meter só qualidades. Os defeitos vinham do 6º até ao 4532678º ponto )

 

SINCERA

 

DIVERTIDA

  

EXIGENTE

 

IMPACIENTE

 

 

CARINHOSA

 

Passo a batata quente à Célia, à Blogotinha, ao Samokal, à Dona da Uva e à Div.

 

Estrunfina às 09:08
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (6)

Stress no Domingo

Sei k isto  anda mal kdo acordo no domingo, às 8.05 da matina, kdo a D ainda dorme ferrada  na sua cama, dou um pulo na cama e sinto o coração disparar pk tenho k me apresentar na escola p a vigilância do exame de 12ºano à 8.30 e ainda tenho k acordar a D, dar-lhe o pekeno almoço e deixá.la na escola.

Só parei de correr à porta do WC kdo vi o fato de banho pendurado e me lembrei k hj é dia de descanso.

Como é lógico já não consegui voltar a adormecer e logo hoje k a D ainda dorme.

 

E ainda há kem diga k estou de férias...

 

 

Estrunfina às 08:59
Link | Comentar AKI

The Love of My Life

 

Estou completa e perdidamente apaixonada pela mha filha.

Hj vinha no regresso de um excelente dia de piscina e vinha a comentar sobre a diferença k se sente de um ano p o outro.

Mais crescida, mais "madura" (se é k se pode aplicar um termo destes a um piolho de 4 anos). Portou-se lindamente todo o dia. Cumpriu tudo akilo com k se tinha comprometido. Dormiu uma rica sesta debaixo do guarda sol, k era a condição essencial p passar o dia na piscina. Também cumpriu a promessa e veio p a pisicina dos grandes com a mãe.

Perdeu grande parte do medo k tinha e começou mm a saltar da beira da piscina para os meus braços deixando k, progressivamente, eu fosse aumentando a distância k nos separava.

Pela primeira vez simulou umas braçadas, comigo a segurar-lhe a barriga. A loucura foi tanta k aceitou mesmo dar um mergulho debaixo de água.

Nunca percebi mto bem pk mas a D sempre teve medo de água. Nunca a contrariei e sempre a deixei à vontade. Sabia k mais cedo ou mais tarde a coisa dava a volta por si mesma. Et voilá...

As birras são cada vez mais escassas. Certamente, um fase. Muito caminho está para percorrer. Mas hoje tenho a certeza do caminho já percorrido e do kuão árduo foi.

Ela começou esta semana a fazer praia com o colégio. E a primeira vez k tal acontece e só tomei consciência disso no próprio dia em k a coisa aconteceu. De repente, foi como se me dessem um berlaite na testa e: Oh Valha-me...Ela vai p a praia?? Sem mim??? Sem o pai??? Sem as tias??? FUUUUUUUCK!!!!!!!

O caminho p a escola foi feito com um monte de "faz o k a educadora mandar", "n te afastes dos teus amigos", "porta-te bem", "não te afastes dos teus amigos", "não saias de perto dos teus amigos", "kdo forem em fila vai com atenção p n ficares p trás"...até eu tive pena da miúda k já fazia akela cara enfadada de kem tá farta de ouvir as mesmas coisas.

Na 5 f aproveitei o facto de ter a manhã livre e fui espreitá.la à praia. Apesar das insistências da educadora p k fosse p perto deles axaqva k o melhor era ela nem me ver p n haver hipótese de birra. O k é facto é k n resisti e acabei por ir ter com ela enkto tomavam banho pk a mha filha portou-se exemplarmente. Mereceu os milhões de beijos k apanhou, e mereceu ser esborraxada com os montes de abraços k lhe dei.

Poderá ser apenas uma fase e mtas outras bem piores poderão estar p vir mas, como mãe, sinto k estou no bom caminho. Está a transformar-se num ser humano fabuloso e kero pensar k tenho uma larga cota de responsabilidade nisso. Consola um pouco na hora de contar os cabelos brancos.

 

 

Estrunfina às 01:36
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (2)
Sábado, 21 de Junho de 2008

Hoje foi um bom dia... Obrigada!!

 

Estrunfina às 18:44
Link | Comentar AKI
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Eu até podia dizer muita coisa...

...mas vou ficar caladinha!

 

(Grande Suspiro)

 

 Ou talvez não...

 

Não sei se foi da companhia, se foi das morangoskas, 2 minutos depois do jogo ter acabado, sambava a bom sambar * (sim eu já consigo sambar. É um samba basicamente estúpido mas não deixa de ser samba) e ria a bom rir.

Acabou por ser uma noite bem divertida e animada e quanto à bola... Se tiverem juízo, daki a 2 anos temos o Mundial. Se não... podemos sempre preocuparmo-nos com o preço dos combustíveis.

Agora axo k vou torcer pela Espanha. O k interessa é haver motivos p nos juntarmos a beber, comer e conviver.

Lalalalalaaaaaaaaaaa...e viva lá España!!

 

 Este é o meu retrato, da autoria da mha amiga Lady Di "Johnson" numa parceria com a caneta maluca. Dá pa ver que estava bem triste por causa do jogo, n dá?? Ahhh... e antes k perguntem... não, não sou irmã do Ronaldinho Gaúcho.

 

Anyway... kdo é k a Espanha joga???

 

* É importante referir aki k, apesar da mha apetência natural p a dança e da faciliidade com k normalmente consigo aprender os passos, nunca, repito NUNCA consegui apanhar o passo do samba. Foi preciso uma brasileira de 10 anos vir fazer as mhas aulas p me descomplicar o bicho.

Estrunfina às 11:13
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (2)
Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

Venham eles...

..as bejekas, os petiscos e as amigas. Kem disse k a bola era coisa de Gajos???

 

Logo vamos festejar k nem doidas (Lei da Atracção is in the house)

 

 

Estrunfina às 15:51
Link | Comentar AKI
Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

E não é k foi mesmo???

Se há um ano havia dúvida, hj há a certeza.

 

Thank You for loving me...

 

Estrunfina às 15:13
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (4)
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Sem sombra de dúvida...o melhor do ano (para n dizer de sempre)

"Estava eu a ver TV numa tarde de domingo, naquele horário em que não se pode inventar nada para fazer, pois no outro dia é segunda-feira, quando a minha esposa se deitou ao meu lado e começou a brincar com minhas 'partes'.
Após alguns minutos ela teve a seguinte ideia: - Por que é que não me deixas depilar os teus 'ovinhos', pois assim eu poderia fazer 'outras coisas' com eles.
Aquela frase foi igual a um sino na minha cabeça. Por alguns segundos imaginei o que seriam 'outras coisas'. Respondi que não, que doeria coisa e tal, mas ela veio com argumentos sobre as novas técnicas de depilação e eu a imaginar as 'outras coisas', não tive argumentos para negar e concordei.
Ela pediu-me que me pusesse nu enquanto ia buscar os equipamentos necessários para tal feito. Fiquei a ver TV, porém a minha imaginação vagueava pelas novas sensações que sentiria e só despertei quando ouvi o beep do microondas.
Ela voltou ao quarto com um pote de cera, uma espátula e alguns pedaços de plástico. Achei estranhos aqueles equipamentos, mas ela estava com um ar de 'dona da situação' que deixaria qualquer médico urologista sentir-se um principiante.
Fiquei tranquilo e autorizei o restante processo. Pediu-me para que eu ficasse numa posição de quase-frango-assado e libertasse o aceso à zona do tomatal.
Pegou nos meus ovinhos como quem pega em duas bolinhas de porcelana e começou a espalhar a cera morna. Achei aquela sensação maravilhosa! O Sr. 'tolas' já estava todo 'pimpão' como quem diz: 'Sou o próximo da fila!'
Pelo início, imaginei quais seriam as 'outras coisas' que aí viriam. Após estarem completamente besuntados de cera, ela embrulhou-os no plástico com tanto cuidado que eu achei que ia levá-los de viagem. Tentei imaginar onde é que ela teria aprendido essa técnica de prazer: Na Tailândia, na China ou pela Internet?
Porém, alguns segundos depois ela esticou o 'saquinho' para um lado e deu um puxão repentino. Todas as novas sensações foram trocadas por um sonoro ' A PUUUUTA QUEEEE TE PARIUUUUUUU', quase gritado letra por letra.
Olhei para o plástico para ver se a pele do meu tin-tin não tinha vindo agarrada. Ela disse-me que ainda restavam alguns pelinhos, e que precisava repetir o processo. Respondi prontamente: Se depender de mim eles vão ficar aí para a eternidade!
Segurei o Sr. Esquerdo e o Sr. Direito nas minhas respectivas mãos, como quem segura os últimos ovos da mais bela ave amazónica em extinção, e fui para a banheira. Sentia o coração bater nas 'pendurezas'.
Abri o chuveiro e foi a primeira vez na minha vida que molhei a salada antes de molhar a cabeça. Passei alguns minutos deixando a água gelada escorrer pelo meu corpo. Saí do banho, mas nestes momentos de dor qualquer homem se torna num bebezinho: faz merda atrás de merda. Peguei no meu gel pós barba com camomila 'que acalma a pele', besuntei as mãos e passei nos 'tomates'.
Foi como se tivesse passado molho de piri-piri. Sentei-me no bidé na posição de 'lavagem checa' e deixei a água acalmar os ditos. Peguei na toalha de rosto e abanei os 'ditos' como quem abana um pugilista após o 10° round.
Olhei para meu 'júnior', coitado, tão alegrezinho uns minutos atrás, e agora estava tão pequeno que mais parecia o irmão gémeo de meu umbigo.
Nesse momento a minha esposa bate à porta da casa de banho e perguntou-me se eu estava bem. Aquela voz antes tão aveludada e sedutora ficou igual a uma gralha. Saí da casa de banho e voltei para o quarto. Ela argumentava que os pentelhos tinham saído pelas raízes, que demorariam a voltar a crescer. Pela espessura da pele do meu tin-tin, aqui não vai nascer nem sequer uma penugem, disse-lhe.
Ela pediu-me para ver como estavam. Eu disse-lhe para olhar mas com meio metro de intervalo e sem tocar em nada, acrescentando que se lhe der para rir ainda vai levar PORRADA!!
Vesti a t-shirt e fui dormir, sem cuecas. Naquele momento sexo para mim nem para perpetuar a espécie humana.
No outro dia de manhã, arranjei-me para ir trabalhar. Os 'ovos' estavam mais calmos, porém mais vermelhos que tomates maduros. Foi estranho sentir o vento bater em lugares nunca d'antes soprados.
Tentei vestir as boxers, mas nada feito. Procurei algumas mais macias e nada. Vesti as calças mais largas que tenho e fui trabalhar sem nada por baixo.
Entrei na minha secção com uma andar igual ao de um cowboy cagado. Disse bom dia a todos, mas sem os olhar nos olhos, e passei o dia inteiro trabalhando de pé, com receio de encostar os tomates maduros em qualquer superfície.
Resultado, certas coisas só devem ser feitas pelas mulheres. Não adianta nada tentar misturar os universos masculino e feminino."

 

Recebida via mail

 

Estrunfina às 17:08
Link | Comentar AKI | Ver Comentários (2)

É tudo uma kestão de relatividade

Às vezes a vida parece tão negra, tão difícil.

Depois olhamos p o lado e deixamo-nos absorver na vida de alguém k está bem pior k nós.

Trabalha o dobro, recebe metade, está longe de kuase tudo o k ama, n tem casa mas luta... Luta sem baixar os braços, sem baixar o olhar pk parar é morrer e viver é lutar todos os dias por algo melhor.

 

Hoje sinto-me uma previligiada!!

 

Hoje inspiraram-me!!

 

 

Estrunfina às 16:50
Link | Comentar AKI
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Acabaram as aulas

 

 

Numa sala de professores pelas bandas da Amadora

Estrunfina às 15:19
Link | Comentar AKI

Creative Commons License
Estrunfinices by Estrunfina is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

Últimas Estrunfinices

OBRIGADA!!!

Por fin...

Catarse!!!

Nem mais!

Há coisas do caraitas!!!

4655 Dias de TI

RESPECT!!

A primeira aula da manhã

Suspiro FUNDO

Quer-me cá parecer que...

Baú das Estrunfinices

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Aldeia dos Estrunfes

O Divino em MIM

 

A MINHA FILHA.  O calor do sol a keimar o corpo num dia de praia. Um mergulho de mar ao luar.  Os sorrisos.  Morangoska granizada. Akela música, no momento certo.  Andar descalça sobre a relva.  O cheiro da terra molhada.  Dream Team Forever Marés vivas num dia de Inverno.  O nascer de um novo dia.   Akele olhar.  Chamusca.  Pego Escuro. Correr na praia e espantar as gaivotas.  Um sussurro k faz bater forte o coração.  O suspiro da minha filha kdo dorme.  A saudade. Gargalhadas.  A gargalhada dela.  Licores.  Avistar Lisboa da Ponte 25 de Abril.  Gelado de Dolce de Leche.  Os ABRAÇOS k transbordam a alma.  O microfone. Quando os meus alunos "Conseguem".  Andar de mão dada. Cócegas.  "AMO-TE".  Petiscadas.  A atracção.  Ilha deserta.  Sentir a minha filha dentro de mim.  Dançar.  Pasteis de Nata.  O carinho de ex-alunos. O silêncio.  O céu estrelado de uma noite quente no Alentejo.  As minis à varanda, a ver o mar. DREAM TEAM FOREVER.  O carinho da família.  Banho de mar "em pêlo".  As bolachas da mana.  A fogueira da Praia Verde.  Ver a minha filha aprender algo novo. Porto Novo.  Rir até chorar. Serra de Sintra.  Os primeiros passinhos.  Ver raios de sol "furarem" o céu nublado.  AMIG@S.  Ouvir o bater do coração.  Olhar nos olhos.  Vimeiro.  Uma massagem.  Cheirinho a casa limpa.  Golo de Portugal. O Guadiana.  Orgasmo.  Ver o pôr-do-sol sabendo k ele nasce noutro sítio ao mesmo tempo.  Amamentar.  O céu azul.  Noite quente à beira Tejo.  Papoilas.  Cheiro a maresia.  Sardinhas assadas.  Alcançar.  O brilho do sol reflectido na água.  Gaivotas.  Fazer amor na praia.  O cheirinho k fica na roupa dela .  Acordar.  Fazer "Koys" enroscadinha a ela debaixo do edredon.  Cataplana de Lagosta.  A minha filha bébé adormecer sobre o meu peito enkto mexia na mha orelha.  Lua Cheia.  Panquecas às 3 da manhã.  O Cristo Rei.  O cheiro da pele depois de fazer amor.  A casca do pessego.  A "minha" estrela.  O toke. Pistacios.  Correr com ela na praia.  As boas conversas.  Girassóis.  Concertos dos Bon Jovi. Chorar até tirar o peso do peito.  Cantar.  Coca-cola.  Rezar.  Guincho. Todas as "Good Nights".  Margarita de morango a meio da tarde na esplanada do Siesta.  Frio na barriga. Orgulho.   Dormir numa cama feita de lavado.  Beijo com língua.  Golo do Benfica.  Uma garrafa de Grandjó geladinha.  A primavera no Alentejo.  Lareira.  Póvoa Dão.  Voar.  A carta certa num jogo de Poker.  Jantar à luz das velas.  Caracóis.  Ganhar no último minuto.  Uma viola, uns acordes e amigos. Beijos no pescoço.  O 1º "Mamã".  Ver a balança a baixar.  Um cigarro ao luar.  Cheirar protector solar no Inverno.  Bolas de sabão. Fazer mergulho.  Trovoada de Verão numa noite à beira mar.  O 1º beijo.  Banho de espuma e pétalas, música certa e luz de velas. Dormir a sesta.  Lisboa à noite vista do ar.  Ramos de rosas.  Ferreira.  O sabor da água salgada na pele.  Ouvi.la cantar a plenos pulmões quando vai à pendura na mota. O vôo da cegonha.  Os jogos em "Miami Beach".  APRENDER.

 

 

 

blog1